domingo, 11 de maio de 2014

Dia das mães: Pode ser só um dia inventado, dia que os número de vendas sobem, dia em que muitos vêem um sistema imposto, forçado, porque ser mãe é mais que um dia, e eu concordo. É além da vida. Mas, o que me encanta e comove em datas como esta é o circulo de energia positiva vibrando e emanando das pessoas, filhos que são mais contidos se declarando. Filhos fazendo as pazes... filhos se redimindo e até mães se cercando de tanto amor amolecendo seus corações e amando mais. Hoje ser mãe é tão burocrático: a boa escola, a casa limpa, a boa comida, os melhores brinquedos... compensando rotina, a vida atarefada, que muitas vezes nos roubam o tempo de um abraço, de um beijo, uma guerrinha de travesseiros, brincadeiras na pracinha... momentos que a mãe do século 21 tem se distanciado cada vez mais. E os filhos do século 21 também, sempre nos vídeo games, redes sociais, em seu mundinho particular. Quase já não cabe uma mãe à moda antiga. Não há uma maldade nisso, (embora nos dias de hoje vemos filho matando, mãe matando filho, e eu me pergunto: esse amor não era prá ser divino e puro acima de tudo?). Acho que nesta linha tênue da evolução da humana alguns valores têm passado desapercebido. Por isso, acho lindo ter um dia pra só falar das mães, homenageá-las, presenteá-las e mimá-las muiiiiito. Toda mãe merece a MAIOR DEMONSTRAÇÃO DE AMOR, já que no dia a dia essas atitudes passam batido e respaldadas na desculpa do muitos compromissos. Sejamos gratos então e dedicamos um dia só prá elas. Acho justo. Acho merecido. Lembro-me do meu último dia das mães com a minha mãe Iracy, foi único e intransferível... um momento que vou levar por uma vida inteira. Posso sentir o calor daquele abraço, o som daquela voz e o estalo daquele beijo emocionado na minha bochecha, o cheiro daquelas rosas que me envolvem até hoje. Eu não sei quantos abraços dei durantes os 16 anos que a tive comigo, foram muitos com certeza, mas hoje, 14 anos depois que ela descansou é daquele último dia das mães que me lembro com tanta clareza. Que os meus sentidos chegam a transformar as lembranças em algo muiiito real, como se ela estivesse aqui, tomando forma em meus braços. E foi assim que o dia de hoje amanheceu: cheio de lembranças e muiiito carinho de filhos. Porque eu também sou mãe e mereço esse mimo. Obrigada Bruno e Vitória pelo amor de todos os dias, em especial esse amor de hoje carregada de mimos. Sou grata a Deus pela confiança de me permitir ser a mãe de pessoinhas tão lindas e iluminadas como vocês. Que vocês me façam mais e mais a mãe mais amada e feliz do mundo. Amo vocês filhotes, vivo por vocês, você são o meu tudo!!
Um feliz dia das mães a todas as mães da minha vida: tias, irmãs, primas, amigas, cunhadas ... enfim, toda mulher que tem esse privilégio de ser mãe!!

Um comentário:

Agradecer é um hábito saudável para quem sabe viver e fazer do agradecimento uma forma de conservar a amizade e conquistar novos amigos!
Obrigada por sua visita e por seu cometário. Volte sempre!