quinta-feira, 18 de setembro de 2014

O amor é para os fortes!!
4 anos, desde o último abraço.
Sentimento intenso. Concretizado. Definitivo.
A morte não me impede em absoluto de continuar te amando. Há 4 anos sou guiada pela devoção imorredoura que dedico a você, pai. Em vida e agora em suspenso. Limitada de abrir-me para as interpéries da vida, não importa o que aconteça, por ti me sinto em "estado de amor puro". E este carinho e respeito não encontra obstáculo intransponível que me impeça de continuar vivendo como se estivesse aqui. Este é o segredo de uma relação plena entre pai e filha. A reflexão proposta à mim mesma é: como se faz para viver um sentimento pleno, cheia do vazio que a ausência traz? "O segredo está no fechar dos olhos", perene e infalível: As lembranças não se podem mudar. Os momentos vividos com plenitude revelam-se como um segredo a ser descoberto através das memórias e sentimentos imutáveis mesmo com a bruta ação do tempo. Por isso não se esquece. Não acaba.. e ouso a acreditar no enterno.
Quando há admiração, amor e respeito, não importa a distância nem a morte se esforçando para separar. Este laço vive, permanece em aberto a esperar pelo dia em que Deus dará um desfecho digno: um reencontro e um abraço. Meus olhos revelam a esperança...

Você foi é sempre será meu grande herói. Jesus te confiou minha vida e você fez o seu melhor dentro do possivel e eu te amaria por muito menos. Amo por amar, simples assim.

Até um dia Chico Noia...

De sua filha, Emilia C. Noia.


Um comentário:

  1. emocionante, difícil ler sem deixar minar as lágrimas nos olhos e lembrar do meu pai. Saudades. Beijo

    ResponderExcluir

Agradecer é um hábito saudável para quem sabe viver e fazer do agradecimento uma forma de conservar a amizade e conquistar novos amigos!
Obrigada por sua visita e por seu cometário. Volte sempre!