segunda-feira, 16 de abril de 2012

Devaneios.


Eu sempre tive um sonho, ele era só meu, todinho meu.
Mora em mim desde que eu era só uma menininha. Tem vida própia, tem um coração e uma alma. E é parte de tudo que essa mulher em mim dá ao mundo.
É um grande sonho, grande o bastante pra compartilhar, como um arco-íris suspenso no ar, ligando opostos. É o sentido da palavra amor.
E eu que só acreditava existir sonhos, agora agradeço à Deus por torná-lo realidade. Me faz pensar que, talvez, Deus também seja uma mulher. rs

Hoje já me sinto como uma lua cheia, e eu me banho dessa luz. Não há vergonha abaixo este céu, e de mãos dadas ao passado, enfeito meu coração despedaçado, como um doce som, que só eu posso fazer, e ele se fortalece a cada vez que eu respiro. E é tudo parte de me fazer sentir nova.

Houve noites que tudo era vazio, quase tão vazio quanto eu me sintia - uma chuva fina, fria - isso não é impressionante? As coisas deveriam ser mais leves, mesmo quando for um tornado escurecendo o céu, e voce achar que não existe um coração, e ele vem e trás consigo um dia de sol e um novo ritmo.

Se voce pudesse ler meus pensamentos, saberia o quanto me esforçei, prá que esses sonhos que já não estavam nos meus planos, não acontecessem. Mas eu devia saber, com todas as chuvas que derramei, eu devia ter percebido que nunca, era muito tempo e que sempre, é mesmo um triz. Não consigo entender porque não posso doar total meu amor, ou amar sem fim...
Procuro em minha memória o motivo de nao poder te amar, não é dificil encontrar as razões. E me magôo, menos sinto, e quanto mais acho que sei, menos descanso neste estado de estrela solitária. Por que temos que ficar fora de alcance? Mesmo tendo desejo, um coração que pede, uma alma que precisa, e uma canção que faz o mundo girar. Só porque hoje estamos indiferentes, por vezes ter sido caloroso, depois frio e desalmado?
Todos nós temos uma coisa que estamos procurando. E tem sido assim desde o ínicio dos tempos, e no meu sonho virando realidade, eu procuro uma vida repleta de amor. E que quando as tempestades acontecerem, eu tenha a essência do amor, prá saber esperar passar...

Eu só quero agora essa luz que brilha, que brilha prá mim, prá guiar meus passos, porque eu estava avessa a qualquer lua que não fosse a do céu, e agora ela está nos olhos de alguém, e essa não é a razão de eu viver, mas é a razão de eu estar tentando viver melhor. Ao menos tenho algo pelo que viver, algo para provar, algumas pessoas fazem isso sorrindo e outras nem chegam tão longe...
E, independente do que seja o amor, somos todos abençoados só por existir amor!
Esta é a realidade de uma garota comum como eu, que era só um poço de sonhos. Eu nao posso enxergar o futuro, pois o destino tem planos que não nos são revelados. Mas, sei que às vezes é preciso abandonar tudo e começar de novo, ou às vezes será um tipo errado de paraiso que não existe fora dos sonhos. No entanto, não existe outra maneira de aprender e saber o que poderá ser O CERTO, pois é tudo uma questão de sentir e de tempo...



 

5 comentários:

  1. Mila,

    Eu li o seu texto e constatei que de todos o que eu já li ate hoje, esse foi o mais forte o mais intenso. Eu sentir uma energia tão forte uma química que não há palavras para descrever. Parabéns por todas as linhas repletas de sentimentos que você escreveste.

    A razão atrapalha o que a emoção que lhe dizer. Então escute a emoção, ela sabe o que é melhor pra ti, pois nela vem a voz do seu coração.
    Tic tac, tic tac.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. AMEI AMIGA....
    QUE TEXTO MAIS LINDO.....SENSITIVO...ROMÂNTICO...EXPRESSIVO!!!
    BJSSSSS

    ResponderExcluir
  3. Texto lindo, é sua essência de mulher menina e adulta, amo! beijoss

    ResponderExcluir
  4. Que texto lindo!!!
    Perfeito...
    Parabéns amiga! Vc tem muito talento mesmo!!!!
    Bjssss

    ResponderExcluir

Agradecer é um hábito saudável para quem sabe viver e fazer do agradecimento uma forma de conservar a amizade e conquistar novos amigos!
Obrigada por sua visita e por seu cometário. Volte sempre!