quarta-feira, 19 de agosto de 2015


A menos de 24 horas dos 3.4!!!
Qual seria a sua idade se você não soubesse quantos anos você tem? Para mim, há dias que me sinto com 60, outros com 15, 30... 

Quando era criança sempre escutei as mulheres dizendo: - Queria ter de volta o corpo dos meus dezoitos anos, com a cabeça dos trinta.

Por causa disso, sempre tive medo de envelhecer. A menos de 24 horas de completar 34 anos, olho pra trás, vejo fotos e, ah, a juventude é realmente bela! Mas percebo que depois de dois filhos, algumas realizações e frustrações, que estas mulheres estavam equivocadas.

Mais que um corpo, mais que uma vida projetada na frágil esperança infantil, percebi que o que faz diferença é a felicidade maior que está em nós mesmos.

A minha luz está dentro de mim. Não tenho mais a pressa de desbravar o mundo. Não tenho mais o medo de crescer lentamente, só não fico mais parada. 

A vida foi e é sequência de escolhas certas e erradas. Traçando meu destino de acordo com as escolhas que fiz, senti na pele que e é tao fácil ser pedra, difícil foi ser vidraça. Mas,  "vamo que vamo, que a vida não para prá gente chorar".

Já me deixei guiar por suspiros e sussurros alheios. Porém, hoje busco ouvir também a voz de Deus, me guiando, pelo que não vivo sem: fé, coragem e amor. 

Engraçado, sempre fiz um balanço da minha vida no meu aniversário e não na virada do ano, como costume de muitos. 

Refletindo, o que aprendi no último ano? O me tornei para os próximos vindouros?

*Aos 33 anos, aprendi que a efetividade começa com a aceitação de que a perfeição vem, se vier, depois. Estou convencida de que, na prática, algo executado tem mais valor do que algo idealizado.

*Aos 33 anos, conheci e me apaixonei pelo Vale do Silício. Me descobri empreendedora e ainda estou aprendendo a exercitar essa competência. Aos 33 anos, escrevi bem menos no blog. Vivi algumas experiências que me deixaram bem contente por aqui. 

*Aos 33 anos, vi a distância e a ausência se fazer presente no que era "para sempre", e o que era inesperado, impensado, improvável se tornar imprescindível, inesquecível na minha vida. t.t

*Aos 33 anos, ouvi um conselho que, “se estamos vivos é para viver". Então, aos 34 anos, quero viver mais. Se não estive de cabeça erguida todo o tempo, aos 34 vou diminuir o tempo em que mantenho ela baixa. 

*Aos 34 quero estudar mais. Produzir mais. Sorrir mais. Beijar mais. Amar mais! Correr mais. Ficar mais saudável. Dançar mais. Resolver no dia o que eu puder. Aceitar que algumas coisas tem que ficar para o outro dia. Sorrir. E me sentir em paz e sem culpas.

*Aos 34 quero resgatar algumas coisas que deixei de lado. Me libertar de crenças limitantes. Meditar e olhar mais pro céu.Vou ouvir mais rock (sem esquecer do samba, do mpb, dos tangos eletrônicos). 

*Quero sair mais com meus filhos, dividir mais, me doar mais, orar mais com eles.
Me reunir mais com amigos, novos, velhos. Quero me sentir mais presente, dar mais presentes. Quero ter menos motivo e mais motivação.

*Quero tocar a alma das pessoas através da massagem e despertar em mim os benefícios desse trabalho. Em muitos aspectos, vou “extrapolar” minha capacidade, cuidar mais dos outros e me sabotar menos.

34 anos! Mais que na hora de soltar amarras e superar expectativas. Sobretudo as minhas. Foram-se os dias da “idade de cristo”. Ficaram as lembranças de dias lindos e abençoados.

Hoje, estou melhor que ontem. Amanhã, espero estar melhor que hoje.

E minha oração prá esse ultimo ano é: muito obrigada! E o meu pedido para o dia 20/08 é? Vibrações positivas, de paz e de amor por todos, que à mim, querem bem e para aquele que, porventura, me desejar algum mal.


2 comentários:

  1. Fique muito feliz por te ver por lá )))) Que texto super!!! adorei.
    Beijos e saudades

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca deixei de seguir teu blog querido, Benno.
      Ler-te é uma terapia e um deleite.
      Sabe quanto admiro seu talento e suas singelezas!

      Por vezes, posso parecer distante do blog, mas mesmo não escrevendo nada, visito as palavras alheias que afagam meus dias... estás no topo da lista!!

      Beijo!

      Excluir

Agradecer é um hábito saudável para quem sabe viver e fazer do agradecimento uma forma de conservar a amizade e conquistar novos amigos!
Obrigada por sua visita e por seu cometário. Volte sempre!