quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Metade inteira.


 Prá que fugir do que não quer calar ?? Escrevo enquanto  penso, isso me completa!!
 Vou ficando assim, um pouco remexida, sublinhada, revelada. Mas é mágico ouvir a própria voz na ponta dos dedos.  Vou me vestindo de tudo que sou e posso ser sem medo do modismo. Na xícara de café, um gole de cala a boca, inspirando  seu aroma, apenas sinto que preciso de mim, tanto quanto você me falta.
 Coração que  sente, cabeça que não esquece. E nesse diálogo de feras, surge uma discussão prá me fazer reconhecer, que se resisto,  o coração resseca, e os olhos endurecem.  Enquanto a mente tenta mudar alguém ou a mim mesma.
Prá que fingir ser uma metade inteira?? Olho bem fundo, no espelho da minha alma, vou me permitindo...
 Tão mais bonita fico sem máscaras, tão mais sutil, mesmo quando sou feita de pensamento provisório. Só preciso é tentar. Pode ser tão bom, te ver numa fragrância trazida pela brisa da saudade, sem me esquecer o quanto me sinto finalmente bem comigo mesma.
 Porque prefiro te deixar perdido, podendo ir e vir quando e onde quiser, enfim.
 Do que ficar moldando sua risada colorida, que às vezes parece te quebrar ao meio, distorcendo sua beleza. Só prá esconder no ego, o medo de te perder.
 Quero segurar apenas as nossas canções favoritas, pois ninguém me deixa sem voz na garganta. Mesmo que eu berre a dor do coração , quando bater a porta. Não sirvo e não quero ser espaço dentro de ninguém. Prefiro muito mais não caber dento de mim.
 Isso é o simples fato de sermos tanto um pro outro. Que quando falta, ou sobra, faz-se incondicional.
 Era  incrível quando no meu abraço podia ficar, sentindo meus braços, não querendo que os seus partissem...
 E hoje quem me dá as mãos é a verdade. Chega ser cruel ter que andar assim com ela.
 Mas eu preciso insistir num caminho onde você não passe, para que você vá e exista!
 Toda derretida, meu sorriso ficará tão largo de orgulho. E eu estarei em paz, por me bastar.
 Mas se um dia sentir vontade de chegar mais perto do que há entre nós. Volte!
 E se você quiser vir me buscar, estarei bem aqui onde você deixou. Dentro de mim!
 Sem ser pela metade, sem esperar demais. Mas sempre com a porção mágica no coração, de ser, sobretudo, o nosso melhor. Porque isso tudo, no fundo, é  amor, mesmo que mude!

17 comentários:

  1. Sinto um coração transbordando de saudade e amor!... Contudo amar significa partilha e cumplicidade. Sem isso nenhuma relação amorosa consegue sobreviver!

    Beijos e carinho!
    AL

    ResponderExcluir
  2. Oi Mila, lindo o novo texto.
    Se você continua sentido esse sentimento tão mágico com tanta intensidade, com certeza a sua pessoa amada, sente o mesmo por você, eu acredito muito nisso, nessa sinergia de sentimento puro que poucos podem sentir.

    Felicidades, até breve.

    ResponderExcluir
  3. Oi Mila,
    Tão lindo, que reli sabe?
    Acho tão bonito quando falam de amor que
    quando esbarro com um texto irretocavel como seu, fico com os olhinhos brilhando.
    Nunca desista do amor, mesmo que ele mude.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. "Toda derretida, meu sorriso ficará tão largo de orgulho. E eu estarei em paz, por me bastar"

    Lindo demais tudo que você escreveu Mila. Escreve maravilhosamente. Gostei daqui. Te sigo. bjs

    ResponderExcluir
  5. Maravilhoso!

    Seu texto e essa música se casaram e fazem um lindo casal!

    Parabéns Mila. ;)
    Beijos,

    Karina.

    ResponderExcluir
  6. Afff amiga......
    estou pensando nas melhores palavras para serem encaixadas....
    lindooo...intenso...inebriante!!!
    Bjsss

    ResponderExcluir
  7. MILA,

    ninguém fala melhor das coisas do amor do que as mulheres e entre elas, você é um exagêro.

    Gosto, realemente dos seus textos desta forma e bem exgeradamente!

    Muito bom.

    Um abração carioca e obrigado pelas visitas ao HUMOR EM TEXTOS!

    ResponderExcluir
  8. ...a soma das partes é maior q um todo...um sentimento q nasceu..e....floresceu..PERMANECE...pq há conexão ainda entre as partes... a tal, convergência da sinergia...Parabéns pelo texto e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  9. Oi,
    Belas palavras, bela idéia, bela montagem...

    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. excelentes reflexoes! gostaria eu de ser assim, uma folha errante ao vento, sem galho ou tronco a me prender, sem solo para amparar minha queda, e me deixar levar ao sabor do vento e repousar enfim onde for, tento ser esta tal folha ao escrever, por isso sai assim, de um jeito bem simples... obrigado pela visita e volte sempre :) beijo

    ResponderExcluir
  11. Passei para conhecer o seu blog,
    gostei.

    beijos

    ResponderExcluir
  12. Precioso post guapa y muy buena reflexion.
    tienes un interesante espacio,
    si te gustan las letras llenas de ternura,
    la poesía,
    te invito a mis espacios,
    feliz fin de semana.
    un abrazo.

    ResponderExcluir
  13. Minha linda,
    bom dia, e obrigado pelo comentário lá no blog.

    Já estou te seguindo aqui.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Olá!!!Como vc disse que gosta de seguidores, já estou te seguindo e te informo que também eu gosto!!!hehehe!!!Abração!!!!
    www.valentebrasil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Muy bello texto, una música para los sentidos. Me encantó. ¡felicitaciones! Un abrazo.

    ResponderExcluir
  16. Como disse o amigo Paulo Tamburro
    Você é um exagerooo!!!
    Que deliciaaaa, amo sentir essa intensidade que você traduz os sentimentos, viajo na suas palavras. Como a sabia poeta diz:

    Prá que fugir do que não quer calar ??

    ResponderExcluir

Agradecer é um hábito saudável para quem sabe viver e fazer do agradecimento uma forma de conservar a amizade e conquistar novos amigos!
Obrigada por sua visita e por seu cometário. Volte sempre!